Ontem
Celso Filipe Levar a carta a Garcia 16.01.2018 Celso Filipe
Os CTT têm andado em bolandas e tudo aponta para que assim continuem. Ontem, foi a vez de o BPI colocar pressão adicional ao baixar a avaliação da empresa em 10% devido às novas metas de serviço público traçadas pelo regulador do sector, embora continue a recomendar a compra de acções, considerando que as mesmas têm um potencial de subida.
Anteontem
André Veríssimo Angola: economia vs. justiça 15.01.2018 André Veríssimo
Deveria a justiça portuguesa ter transferido para Angola o processo sobre Manuel Vicente em nome da normalização das relações diplomáticas entre os dois países? Deveria ter-se preocupado com o impacto nas exportações das empresas portuguesas para aquele país e nos portugueses que lá trabalham?
Celso Filipe O elogio a Fernando 11.01.2018 Celso Filipe 34
Ao fim de 17 anos, Fernando Pinto diz adeus à liderança da TAP. O gestor brasileiro sai pela porta grande e terá um lugar de destaque reservado na companhia aérea nacional. Pelas boas razões.
André Veríssimo E você, investia no Montepio? 10.01.2018 André Veríssimo 71
Se o leitor tivesse uma poupança de 10.000 euros, o Montepio seria a sua opção de investimento? Mesmo que achasse a hipótese atractiva, aplicaria 27% ou sequer 20% dessa poupança no banco? Não parece avisado. Mas é o que está em cima da mesa no negócio com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.
Há 1 semana
André Veríssimo Mexia, mexe e mexerá 09.01.2018 André Veríssimo
Chegou a haver dúvidas e o desfecho podia ter sido diferente. O currículo de gestor-estrela manchado pelo estatuto de arguido, o ataque às rendas da energia a provocar mossa no valor da empresa, o antagonismo verbal do Governo. Tudo motivos atendíveis para que os accionistas pudessem justificar outra escolha. Houve nomes atirados para a praça pública. E, no entanto, Mexia sucedeu a Mexia. Outra vez.
Celso Filipe Angola e o único que vale pelo todo 08.01.2018 Celso Filipe 21
Em Novembro do ano passado, António Costa garantia, após um encontro com o Presidente de Angola, em Abidjan, capital da Costa do Marfim, que o “único irritante” nas relações bilaterais era o caso Manuel Vicente, “um tema da exclusiva responsabilidade das autoridades judiciárias portuguesas”.
Celso Filipe Bem prega Frei Tomás 07.01.2018 Celso Filipe
O Governo impôs as quotas de género nas empresas públicas e nas cotadas mas falhou o prazo para as definir nas administrações e nas universidades. Ou seja, exige mas falha em compromissos onde devia dar o exemplo.
Manuel Esteves O imposto mais simpático do mundo 04.01.2018 Manuel Esteves 60
Os reembolsos são uma espécie de imposto, aliás o quinto que mais dinheiro rende ao Estado central. Apesar disso, os portugueses não parecem incomodar-se demasiado com esta poupança forçada sem juros que até ajuda a financiar as férias. De tal maneira que até parece dar votos.
André Veríssimo Se ao menos servisse de lição 03.01.2018 André Veríssimo
A primeira reacção dos partidos – PS, PSD, PCP e BE – às críticas às alterações na lei de financiamento foi de corporativa soberba. Que o processo legislativo foi o normal, que não existiam alterações de grande relevo, que nada havia de retroactivo ou mais dinheiro público. Negar o óbvio é uma grave forma de arrogância. Tardou, foi preciso um veto presidencial, mas lá lhes caiu a ficha.
Há 2 semanas
Celso Filipe Reinvenção e invenções 02.01.2018 Celso Filipe
A mensagem de Ano Novo de Marcelo Rebelo de Sousa foi curta e dicotómica. O ano de 2017 correu bem do ponto de vista económico (e não só) e foi terrível devido aos incêndios que vitimaram mais de 100 pessoas. O Presidente da República massajou o ego nacional e avisou que tragédias como as de Pedrógão Grande não se podem repetir.