Weekend Cinema: Pais e filhos em acção

Cinema: Pais e filhos em acção

Num filme recém estreado, "Com Todas as Nossas Forças", a questão das relações entre pais e filhos adquire um significado inspirador que vale a pena aprofundar.
Cinema: Pais e filhos em acção
Paulo Miguel Martins 31 de outubro de 2014 às 16:01

Há poucas relações tão intensas como aquelas que se criam entre pais e filhos. São laços naturais que, se forem bem cultivados, vão dar origem a personalidades maduras em todos os envolvidos. No filme "Com Todas as Nossas Forças", esta é a questão crucial! Um pai vive afastado do filho deficiente, um jovem já com 17 anos nascido com paralisia cerebral. A mãe é que cuidara dele quase todo o tempo, devido à recusa do pai em aceitar esse filho. Quando o pai fica sem emprego, apesar de ter mais tempo, nem por isso se aproxima do rapaz, até que este o desafia a participarem na competição "Ironman", uma prova desportiva que engloba natação, ciclismo e maratona. O pai ganhara essa "corrida" há anos atrás. Inicialmente, reage mal à proposta do filho. No entanto, perante a insistência dele, acaba por aceitar e partem para a acção. A família e os amigos unem-se. Todos lutam pelo mesmo objectivo e cada um revela ao máximo as suas capacidades. No final, depois de 16 horas esgotantes, atingem a meta. Cumpriram a prova mas, acima de tudo, reencontraram-se a si próprios. Já sabem aquilo que valem e já sabem aquilo pelo qual vale mesmo a pena esforçarem-se.


Num outro filme, também baseado em factos verídicos, "Comprámos um Zoo", acontece algo semelhante. Um pai ainda jovem não consegue lidar com o seu filho. Resolve então abandonar o emprego, ir viver para outra cidade e instalar-se numa casa de campo. O seu novo emprego consiste em reactivar um jardim zoológico abandonado. Esse projecto vai envolver todos os familiares. O contacto com a natureza e a necessidade de dar resposta a problemas reais vão obrigar a família a trabalhar em equipa, a pensar nos outros e no modo como cada um pode ser mais útil. Quando o filme termina, fica a saber-se que esse Zoo ainda está activo e que o modelo de gestão levado a cabo por esse pai se tornou num exemplo para outros jardins zoológicos espalhados por esse mundo fora.


Quando pais e filhos se unem em torno de uma iniciativa, a probabilidade de conseguirem aquilo a que se propuseram cresce de imediato. Mas não é fácil que todos cheguem a acordo perante o que se deve fazer, como aparece bem retratado no filme "As Neves de Kilimanjaro". É um filme francês muito actual sobre uma família com um pai desempregado. A situação piora ao serem assaltados. O ladrão é um ex-colega de trabalho do pai. A crise cai sobre todos, mas todos se apoiam mutuamente, agindo correctamente e com toda a frontalidade.


Um filme dinamarquês premiado com óscares, "Num Mundo Melhor", descreve as relações tensas no interior de duas famílias. A falta de comunicação é um drama. Tudo se agrava quando os filhos decidem resolver os problemas recorrendo à violência. Então, os pais despertam... e quando finalmente falam entre todos, frente a frente, a situação melhora e as dificuldades ultrapassam-se.


No filme multipremiado, "As Serviçais", revela-se de que forma os pais podem inspirar as atitudes dos filhos, mas também de que modo os filhos fortalecem as opções dos pais. O filme não versa "apenas" sobre o racismo, mas sobre a força das relações humanas. No fundo, quando pais e filhos sabem que podem contar uns com os outros, os problemas são encarados com outra perspectiva e outra esperança.

 

 




Marketing Automation certified by E-GOI